domingo, janeiro 08, 2017

Abbey Road - O Templo Sagrado

  Estúdio Abbey Road
Um templo sagrado do rock e da música em geral.  O estúdio Abbey Road fundado em novembro de 1931 pela EMI, possui uma história maravilhosa com mais de 80 anos.  Por lá passaram os mais famosos e talentosos músicos do mundo. Uma lista extensa deles utilizaram seus recursos para gravações. Para termos uma ideia da sua dimensão, segue um breve relato dos artistas que por ali passaram: Fats Weller – pianista de jazz e compositor americano. Fez grande sucesso nas décadas de 30 e 40. Glenn Miller – saxofonista, arranjador e maestro americano. O músico mais popular da era do swing. Quem nunca dançou numa festa, formatura, ou aniversário ao som orquestrado de Miller? Músicas como “Moonlight Serenade” e “In the Mood” (um hino do swing e dança de salão), entre outros clássicos. Na fase que esteve na Inglaterra no inicio dos anos 40, chegou a gravar trilhas para propagandas do exército americano e uma série de discos no lendário estúdio, inclusive a última gravação que conduziu no Abbey Road. Em 1958, Cliff Richard gravou ali a faixa “Move it”, considerado o primeiro compacto de rock ‘n’ roll produzido na Europa. Um cantor inglês considerado um dos mais populares do país, com sucesso anterior aos Beatles. Nos anos 50, os estúdios abrigaram gravações musicais e também programas de rádio, com as vozes de Peter Sellers e Peter Ustinov.
Álbum "Abbey Road" (1969) - The Beatles
Mas foi a efervescente e transformadora década de 60 que imortalizou o estúdio, colocando definitivamente o Abbey Road no Hall da Fama. Os Beatles explodindo em testosterona e prontos para sacudirem o mundo com sua criatividade foram os grandes responsáveis pela popularização e glamour do estúdio. Os garotos de Liverpool compuseram e gravaram a maioria de seus 13 álbuns lá, com exceção de “Let It Be” lançado em 1970 que foi gravado no Apple Savile Row Studios. O álbum “Abbey Road” lançado em 1969 foi a consagração, com a celebre capa dos Beatles atravessando a rua despojadamente numa faixa de pedestres (figura acima), pertinho do estúdio, ou seja: na Rua Abbbey Road, num 3, bairro St. John’s Wood, em Londres. Talvez uma das capas mais populares do planeta.

Pink Floyd no estúdio
Nos anos 70, o lendário Pink Floyd utilizou muito o Abbey Road e gravou os álbuns: “Atom Heart Mother” (famoso disco da vaca), o super clássico “Dark Side Of The Moon” e “Wish You Were Here”. Gravou o disco de estreia “The Piper At Gates Of a Dawn” em 1967, na mesma ocasião que os Beatles gravaram “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” (um dos álbuns mais revolucionários e importantes do rock influenciando incontáveis bandas). Houve rumores de uma conversa entre John Lennon e Syd Barrett (na época o principal compositor do Pink Floyd), sobre música, dicas e aconselhamentos sobre a gravação. Não se sabe exatamente se esta conversa realmente ocorreu. Mas houve o encontro das bandas nos corredores do estúdio, e segundo Nick Mason (baterista do Pink Floyd) declarou em entrevista ao jornal Wall Street, abre aspas: “Eles eram como figuras divinas para nós. Foram extremamente gentis quando nos encontramos, mas estavam em um espaço diferente do nosso, algo inalcançável”, lembrou o músico.
                                    
Sala 1 Abbey Road - acomoda facilmente uma orquestra
Como história pouca é bobagem para o icônico estúdio, por lá passaram também Red Hot Chilli Peppers, Sting, U2, Scorpions, Queen, Radiohead, Oasis, Muse, e muito mais, incluindo os brasileiros Skank, Cachorro Grande (gravou álbum “Pista Livre”) e Júpiter Maça. Não é somente da história e glamour que vive o Abbey Road. Sua fama provém também da qualidade de equipamentos sofisticadíssimos, profissionais altamente capacitados (engenheiros de som, técnicos e operadores), acústica perfeita, e muito conforto oferecido aos artistas. É considerado um dos mais avançados em termos de tecnologia do mundo.
 Famosa Sala 2 Abbey Road - aqui Beatles e Pink Floyd gravaram

Para os fãs da música que pretendem se aprofundar na história do estúdio, uma boa pedida é o livro Abbey Road: The Best Studio in the World, escrito pelo jornalista Alistair Lawrence, lançado em 2012.  O livro conta a trajetória do estúdio através de fotos, imagens e muitas curiosidades. Sem dúvida alguma, Abbey Road é pura magia, possui uma história fascinante, e nas suas dependências foram escritos muitos capítulos da história da música e principalmente do Rock. Uma lenda viva que para nossa felicidade continua em plena atividade!
Por Juniorock

Nenhum comentário:

Postar um comentário