quarta-feira, julho 24, 2013

As Guitarras dos BEATLES part II

Salve amigos das seis cordas!Vamos continuar com a analise clinica nas guitarras que os Beatles usaram ao longo da sua estrada, instrumentos responsáveis por inúmeras canções que tornaram-se clássicos do rock.
Gibson J160-E
Lennon e Harrison compraram 2 violões elétricos desta linha da Gibson no verão de 1962, em tempo para a gravação em Setembro do primeiro single da banda, Love Me Do. Este violão tem acabamento Sunburst com um captador P90 no final da escala. O J160E é universalmente conhecido como violão Beatle. Ambos usaram seus respectivos J160E em performance 'unplugged", podendo ouvir este som em Norwegian Wood. Este instrumento foi usado quase exclusivamente por Lennnon durante toda a carreira dos Beatles e além dela.






Gibson SG Standard
Uma grande mudança na sua normal escolha de instrumentos, Harrison escolheu essa SG vermelho-cereja para a maior parte do seu trabalho no LP Revolver e no sing1e Paperback Writer/Rain. Esta SG tem um corpo de mogno, 2 humbuckers e uma alavanca Gibson.

Gibson J200
Esta foi a mudança do J160E, sendo o principal violão das sessões do LP White Album de 1968.









Gibson Les Paul
Com muita coisa em comum (não apenas esposas) Eric Clapton deu a Harrison certa Les Paul vermelho-cereja, batizada de Lucy, como um presente. Clapton usou-a no solo de While My Guitar Gently Weeps, em que foi convidado. Harrison tocou com a mesma em Sexy Sadie, Cry Baby Cry, Something e na maior parte dos solos do LP Abbey Road, incluindo The End. Mais tarde, a guitarra foi roubada e levada para o México - Harrison foi obrigado a comprar outra Les Paul e trocá-la pela sua amada Les Paul Lucy.
Epiphone Casino
No final de 1964, McCartney comprou uma Casino Sunburst semi acústica de uma loja na Av Shaftesbury , em Londres. Baseada na Gibson ES330, com 2 captadores P90, ela era uma guitarra para destros com uma soleta estilo Gibson e com alavanca Bigsby. McCartney usou-a primeiro no seu solo em Ticket To Ride, na parte do slide em Drive My Car e no solo com influência indiana em Taxman .Impressionados com o novo instrumento de McCartney, Lennon e Harrison também compraram Casinos e usaram-nas bastante nas turnês de 1966. As Epiphones de Lennon e Harrison tinham a soleta em forma de tulipa, com uma diferença entre ambas : a de Lennon tinha o cordal em forma de trapézio e a de Harrison, a alavanca Bigsby. Por volta de 1967, Lennon pintou a guitarra de branco na parte de trás, sendo que este acabamento não era profissional, causando uma certa insatisfação. Portanto, em 1968, John raspou a pintura deixando-a em acabamento natural. Harrison veio a raspar sua Epiphone também, por influência de John e Paul.
Fender Stratocaster
Os Beatles manteram-se fora da febre das Fenders, até mesmo porque não queriam ser associados aos The Shadows. Contudo, na primavera de 1965, Lennon e Harrison compraram, cada um, uma Stratocaster pre-CBS azul (Sonic Blue) com tremolos e escala feita com jacarandá da Bahia. Harrison foi o primeiro beatle a usar este tipo em uma gravação, como por exemplo no seu solo em You 're Going To Lose That Girl. Mais tarde, ele usou-a em Nowhere Man e em Fixing a Role, depois de pintar esta Strato com desenhos psicodélicos para o filme Magical Mistery Tour. Vinte e oito anos mais tarde,esta Strato ainda tem este design e traz a marca permanente dos slides de Harrison, podendo-se conferir na recente Free As a Bird.





Fender Telecaster
Em 1968, a Fender fez Telecasters com jacarandá da Bahia e deu de presente uma para Lennon e uma para Harrison. Harrison tocou com esta Tele no seu solo em Let It Be e por toda a parte nas sessões filmadas de Get Back em Janeiro de 1969.

Martin D-28


Lennon & McCartney compraram, cada um, estes violões em 1967. A dupla levou-os para a Índia em Fevereiro de 1968, onde escreveram muitas das canções do LP White Album.







Hofner Lap Steel
Um anônimo Lap Steel, usado por Lennon em For You Blue, isto é o que a maioria dos pesquisadores britânicos e americanos pensam. Este instrumento foi trazido para o Brasil por um músico renomado que tocava muito bem este tipo de instrumento, não se importando de quem realmente este instrumento pertencera e sim pelo instrumento em si. Depois de alguns anos, este instrumento veio a ser vendido na Casa Del Vecchio, onde infelizmente perdi a oportunidade de comprá-lo, mas mesmo assim, não desisti de obtê-lo. Como este tipo de instrumento trabalha com outras afinações e nem todos conseguem tocá-lo vim finalmente por comprar esta guitarra tão singular. Quando Marco Antônio Mallagoli esteve com George em Los Angeles, tocou no assunto sobre o paradeiro deste instrumento e George respondeu que o Lap Steel pertencia a Apple Corps e que tinha sido vendido com todo o equipamento quando a banda se dissolveu em 1970. Logo após a sua volta ao Brasil, Marco Antônio contou-me que George comentou sobre o instrumento dizendo: "Está com o seu com seu amigo que gravou a fita? Tudo bem, é bom saber aonde ela está...". Conhecendo George Harrison como músico e pessoa singular, sei que ele não liga muito para coisas materiais, chegando a dar de presente a sua Fender Telecaster e a sua Fender Pre-CBS a mesma usada no concerto de Bangladesh para o amigo de Peter Sellers. O paradeiro desta guitarra para os pesquisadores é tão obscuro que na Guitar Player americana de Nov'87 sobre as guitarras dos Beatles, o guitar expert Steve Soest, esclarece que nunca tinha visto um Lap Steel como este, mas ele acredita que é um instrumento europeu e que não se parece com nenhum Lap Steel americano. Na revista britânica Total Guitar de Jan'96 na matéria The Beatles Guitars este instrumento é mencionado como uma anônima Lap Steel Européia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário