segunda-feira, abril 29, 2013

1987 : Whitesnake


Whitesnake (também conhecido como Serpens Albus no Japão e 1987 na Europa) é o oitavo álbum de estúdio da banda britânica de hard rock. Este álbum levou David Coverdale e o Whitesnake ao ápice na carreira.Mesmo com álbuns incríveis e uma carreira consolidada, o Whitesnake ainda não havia atingido o seu apogeu. Levava a bandeira do hard rock , mas foi neste álbum que a banda encontrou o caminho do sucesso total. ¨1987¨ vendeu mais que todos os outros álbuns lançados anteriormente (8 milhões de cópias).
Participarão da gravação do disco David Coverdale (vocal) Jonh Sykes (guitarra), compositor de quase todas as músicas junto com Coverdale, Neil Murray  (baixo), Don Airey (teclado) e mais, Aynsley Dunbar (bateria). Porém logo após a gravação Coverdale reformulou a banda novamente, trazendo os guitarristas Adrian Vanderberg e Vivian Campbell, Rudy Sarzo no baixo e o batera Tommy Aldridge.
Vamos ao álbum, o disco abre com Still of the Nights, energia pura na introdução uma guitarra nervosa e quando Coverdale começa a cantar já cagueta o que nos espera. Bad Boys, a única que não fala de amor e coração partido no álbum, e é bem ¨Hard’n'Roll¨, no mesmo pique vem Give me All Your Love uma canção incrível, feita para o público cantar.
Looking for Love é mais uma power ballad, ao melhor estilo Whitesnake muito amor e coração partido. O clima desta canção é o ápice da composição. Para falar da próxima música é preciso pedir licença aos Deuses do Rock. Crying in the Rain, música regravada do álbum Saints & Sinners, de 1982.Todo o arranjo refeito para os padrões da época, mas com a alma da composição original, que é um Blues Rock.Abrindo um parênteses ,crédito total aos guitarristas Micky Moody e Bernie Marsden responsáveis pelas melhores composições do Whitesnake em todos os tempos.na minha modesta opinião.
Is This Love a balada perfeita, abriu as portas da banda para novos fãs. Até hoje é tocada em todas as programações rock do mundo,com todo o mérito.
Straight for the Heart e Don’t Turn Away são as músicas que mais aprecem os teclados, as famosas ¨camas¨para a banda deitar e rolar em cima do arranjo. Remetendo as antigas músicas da banda com seu rock clássico.
Chidren of the Night poderia abrir o álbum tranquilamente, mas veio como surpresa no meio dele. Incontestavelmente poderosa Hard Rock na essência.
Ao contrário do que muitos pensam Here I Go Again,é o maior sucesso do disco.Também é uma regravação do Saints & Sinners, muito mais próxima da versão original , mas muito mais arranjada e com peso nas horas da ¨pegada¨.
Para fechar You’re Gonna Break my Heart Again, não haveria outra para fechar essa obra de arte. A música tem cara de final de show, destruição toda a banda tocando muito.Flertes de climas e a pegada inconfundível da melhor banda do estilo.
God Save the Whitesnake!
por:vermelho

Um comentário:

  1. I’m nο morе certain the агеa you happen tо
    be gettіng the information, but great topic. I hаs
    to spеnd a whіle studying a lot more or ωorking out morе.
    Thanks a lot fοr great informаtion I haԁ been searсhing for thіs infο in mу missiοn.


    Take a look at mу weblog remodel your old House

    ResponderExcluir