domingo, julho 22, 2012

Blues For The Red Sun - Kyuss

Capa do álbum
Para iniciar a postagem sobre esse tesouro, considerado um dos maiores pilares do Stoner Rock, vamos falar um pouco sobre o inicio da banda Kyuss. Para entendermos a sonoridade da banda, e também o cenário que o album foi concebido. Kyuss foi formado em 1988, na cidade de Palm Springs, Califórnia, EUA.
Palm Springs é uma cidade com uma paisagem exótica e de rara beleza. Uma cidade encravada no deserto e cercada por montanhas. Para termos uma idéia, o nome da cidade deriva dos vários oásis existentes na região, e também da grande quantidade de palmeiras. A região tem um clima desértico com altíssimas temperaturas durante o verão (média máxima diária acima de 40°C). No inverno, porém, torna-se estância climática, com dias ensolarados e amenos. Uma cidade que atrae milhares de turistas.Fica somente 2 horas de carro de Los Angeles. Agora vamos ao que interessa: o Som!
Cenário ideal para turistas, e também para os jovens roqueiros do Kyuss promoverem sua música em festinhas no deserto. O Kyuss iniciou tocando nas “desert parties” (festas no deserto) em pequenas cidades isoladas no deserto do sul da Califórnia. Nestas festinhas no deserto, as bandas que iam tocar, usavam geradores movidos a gasolina, para gerar energia para os equipamentos de luz e som. Outra característica marcante destas festas, era o farto banquete de drogas (incluindo as drogas psicodélicas) e alcool. Todas estas apresentações locais foram conquistando/cativando fãs , o público underground, e também músicos já conhecidos. O guitarrista/vocalista Chris Goss (banda Master Of Reality), produziu “Blues For The Red Sun” (segundo album de estúdio ) do Kyuss. O primeiro disco “Wretch” embora tenha boa qualidade, teve uma produção tosca. Já em “Blues For The Red Sun”, a produção qualificada, conseguiu capturar o espirito , a essência da sonoridade da banda, e destas apresentações nas “desert parties”. Muito se fala no Stoner Rock. Li muitas definições a respeito. Baseado nestas definições e também pela minha modesta opinião/intuição, concluo que a sonoridade (Stoner Rock) do álbum é inspirado/influenciado pela fonte mais límpida e cristalina do rock setentista. Principalmente influência do Black Sabbath. "Blues For The Red Sun" nos presenteia com um rock pesado, viajante, lisérgico. Não é heavy metal, é rock pesado mesmo. Música underground, sem apelo comercial. O instrumental é distorcido, com guitarras distorcidas e por vezes com andamento arrastado. Uma caracterítica do som que merece ser destacada: Josh Homme (guitarrista do Kyuss)  começou a ficar conhecido por tocar a guitarra através de amplificadores de baixo, para criar um som pesado e grave. "Blues For The Red Sun" lançado em 1992, vem sendo muito cultuado nos dias atuais, e serviu de referência para muitas bandas do chamado Stoner Rock. Um álbum que exala estrada, poeira, liberdade, e muita diversão. (talvez seja o espirito das festinhas no deserto)! Formação do Kyuss no álbum:John Garcia (vocal, letrista); Josh Homme (guitarra, compositor, letrista); Nick Oliveri (baixo, compositor, letrista, vocal); Brant Bjork (bateria, compositor, letrista). Segue abaixo "Green Machine" considerado o maior hit do Kyuss, e a viajante "Thong Song":

Não esqueçam de dar pause no player da rádio



Fontes de pesquisa:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Kyuss

http://www.viagemacores.com/2012/07/discografia+-comentada-kyuss.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Palm_Springs
http://whiplash.net/materias/biografias/039177-kyuss.html
http://som13.com.br/kyuss/biografia

Por Juniorock
juniorock@stockrockradio.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário