quarta-feira, junho 01, 2011

StockGuitar: Guitarras Finch



Olá hoje o papo vai nos remeter a década de 80 onde as coisas eram bem diferentes, principalmente no quesito instrumentos musicais. Nessa época quem tinha uma Fender ou uma Gibson era rei, com a inflação galopante e o dólar la em cima era praticamente impossível ter uma belezoca dessas, fora que existiam poucas lojas que poderiam atender a esse desejo.Bem diferente de hoje onde basta ir na Teodoro que se encontra de tudo. Então tínhamos que recorrer as soluções caseiras e uma delas eram os Instrumentos Musicais Finch, que muita gente não conhece mas tem também muitos admiradores. A empresa começou em 1975 com a fabricação de guitarras e baixos. Em 1986 veio o reconhecimento: a empresa conquistou o Prêmio Qualidade do Brasil como melhor instrumento nacional. Sua linha de instrumentos era constituída por guitarras e baixos. Assim como outras marcas da época, a Finch produzia réplicas de modelos consagrados internacionalmente, visto que naquela época era muito difícil importar instrumentos. Possuía na sua linha modelos Les Paul, SG, SG Double Neck, Telecaster, Stratocaster, Flying V, Explorer, Jackson e Semi-acústica. E baixos Explorer, SG, Precision, Jazz, e Rickenbacker.


O modelo mais comum de se achar nos dias de hoje é a Les Paul, o problema apontado por algumas pessoas é que a maioria das Les Paul da Finch possuía braço parafusado, ao contrário das clássicas Gibson,e pesavam muito mais que as originais. A parte elétrica geralmente o pessoal mudava, o mesmo acontecendo com as tarraxas e pontes.
Tive três Finch´s uma Les Paul (86) que fiz por encomenda na cor vermelha com friso branco, influencia do Brad Gilles. Herdei uma Fly V preta(88) e depois comprei uma Les Paul preta mexida com captação DiMarzio, ponte e tarraxas gringas e trates Jumbo. Essa última cheguei a gravar em estúdio com ela,tinha um som bem encorpado,denso e agressivo.Bem legal para o som Hard Rock que levava.Confesso que me arrependo de ter vendido essas raridades , não pelo benefício do instrumento mas pela história.
Abraços até a próxima.
por:vermelho
fonte:brazilianguitars.blogspot.com

5 comentários:

  1. Marcio Garcia/Baleia Mutantequarta-feira, junho 01, 2011 9:09:00 AM

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Marcio Garcia/Baleia Mutantequarta-feira, junho 01, 2011 9:32:00 AM

    Eu tive um baixo mod. Rickenbacker da Finch, tinha um ótimo acabamento e era muito gostoso de tocar com ele, o braço dele era o ponto forte do instrumento, só de lembrar dá saudade do bass, se fosse hoje nao o venderia !!!!! abraxxxx

    ResponderExcluir
  3. meu primeiro bass foi um rickenbacker finch preto, com caps pj e braço parecendo um arco e flecha.... rsss

    bass Evandrão ( blecaute rock)

    ResponderExcluir
  4. Tenho uma Finch Semi-acústica que uso direto. Foi recuperada pelo luthier Cheruti. Foto: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=452326241311&set=a.103461156311.93853.668881311&type=1&theater

    ResponderExcluir
  5. Nessa época adquirir um instrumento era caro.
    A opção pela Finch era primeiro monetária e depois que tinham vários modelos e podia-se encomendar do jeito que queria.A parada era entre a Giannini e a Finch, as Giannini eram caras demais.
    Obrigado pelos acessos e o carinho pela FINCH, pra mim onde tudo começou.
    Abraz
    VERMELHO

    ResponderExcluir