quarta-feira, fevereiro 16, 2011

StockGuitar:Multi Efeitos Solução ou Problema

MULTI EFEITOS: SOLUÇÃO OU PROBLEMA? (Parte 1)


Vou começar a matéria de hoje citando um fato que aconteceu há uns 20 anos atrás. Eu já tocava há algum tempo e um amigo (hoje professor do IG & T) estava começando a tocar e, depois de comprar uma boa guitarra me disse que tinha encomendado um Rack multi efeitos Digitech GSP21. A minha pergunta foi: Por quê você não compra um ampli antes?
Vamos então à pergunta principal: Pra quê servem os Multi efeitos?
Depois que inventaram essa tecnologia, muitos guitarristas estão percorrendo o caminho contrário, estão jogando a responsabilidade de extrair um bom som em cima de um só aparelho.
Precisamos então estabelecer o seguinte, vamos começar do começo….

A primeira coisa é conseguir uma guitarra e saber qual o som que ela emite. Para isso você precisa de um amplificador. Depois de explorar os sons limpos, aí sim você vai saber o que precisa para melhorar ou “enfeitar”seu som. Os melhores timbres da história da guitarra, foram tirados dessa maneira: uma guitarra e um ampli. Essa é a parte mais importante.Depois disso, o caminho seguinte seria conhecer os tipos de efeitos, o que fazem e para que servem. Se você não conhece esses efeitos, vai se enrolar com uma pedaleira ou Rack que vai te dar muito mais possibilidades do que você imaginava e a tendência é o som ficar uma porcaria.
Os Multi efeitos são ótimas ferramentas para músicos que tocam vários estilos musicais ou utilizam uma variedade grande de efeitos. Se você toca apenas um ou dois estilos ou procura um som com identidade própria, não recomendo.Resumindo: priorize o instrumento e a amplificação e pense nos efeitos como complementos e ferramentas.
Na próxima semana falarei mais sobre o assunto, dando algumas dicas para o uso de Multi efeitos, citando vantagens e desvantagens.
Abraço,
Fares Junior.




Um comentário:

  1. ÓTIMA MATÉRIA..MAIS UMA DO FARES PRA GALERA QUE ACHA QUE UM RACK É TUDO...PARABÉNS!!

    ResponderExcluir