quarta-feira, dezembro 07, 2011

StockGuitar: Guitarras Japonesas


Devido ao grande número de acessos, tivemos alguns problemas técnicos e por este motivo estamos repetindo a postagem "Guitarras Japonesas". 

Vamos falar sobre um assunto controverso para alguns puristas: as guitarras "made in Japan".
Todos sabem que, mesmo depois de mais de 50 anos, as vedetes do mundo das guitarras ainda são as Gibsons e Fenders.
Foram projetos que popularizaram a guitarra elétrica e definiram os timbres que inspiram até hoje os guitarristas.
Porém isso não quer dizer que são perfeitas. As guitarras Fender, por exemplo, têm imperfeições em sua escala que tornam sua afinação praticamente impossível e as Gibsons (Les Paul principalmente) não são nada anatômicas, além de mostrarem outros defeitos técnicos e de acabamento.
Apesar de tudo isso, são idolatradas até hoje e defendidas com unhas e dentes pelos puristas.
Até que, um belo dia, os Japoneses resolveram colocar a mão na massa e aperfeiçoar aquilo que, para alguns parecia perfeito.
Além de aparecerem com modelos inéditos com qualidade superior, também reproduziram os modelos famosos com melhorias no acabamento e na construção.
A Yamaha e a Ibanez tiveram uma projeção mundial e alguns modelos inéditos viraram clássicos, graças a guitarristas acima de qualquer suspeita que adotaram as Japinhas, ex: George Benson, Steve Vai, Joe Satriani (Ibanez), Carlos Santana, Frank Gambale, Mike Stern(Yamaha).
Ao mesmo tempo, algumas marcas famosas americanas, resolveram fabricar seus instrumentos "segunda linha" no Japão. O problema é que em grande parte dos casos, as Japonesas ficaram melhores que as americanas.
A Fender fabricou guitarras maravilhosas no Japão, com correções na escala que as fazem afinar. A Gibson fez a Orville by Gibson e posteriormente a Epiphone, que são idênticas às originais, porém com acabamento melhorado.
Duvido que algum guitarrista sem preconceito pegue uma Fender japonesa top ou uma Orville e não as ache demais.
Por isso, aí vai a dica: comprar guitarra japonesa é um ótimo negócio, porém, o problema é que elas estão ficando caras......

Atualmente estou com 2 Japas:

Fender Stratocaster Reedição 1962 (década de 90)

Yamaha SG 1200s (1984)








Abraços e até a próxima.

por: Fares Junior

(guitarrista das bandas Kaleidoscope, Ronaldo e os Impedidos e Kaduna)
www.myspace.com/faresjunior



5 comentários:

  1. SEJA BEM VINDO FARES!PARABÉNS PELA POSTAGEM!QUALIDADE E CONHECIMENTO!ABRAÇO!

    ResponderExcluir
  2. se ele falou à respeito de guitarra, eu confio plenamente, pois esse cara nasceu com a guitarra nas mãos. Parabéns pelo belíssimo post. Abraço do brother Ackua

    ResponderExcluir
  3. Grande Juninho.
    Exatamente, não troco minha strato japa reissue 67 por nenhuma USA.
    André Belleza.

    ResponderExcluir
  4. Boa Juninho! Importantíssimo esse seu esclarecimento.
    Ótima matéria!
    Abratz!
    Alarico.

    ResponderExcluir
  5. viva a yamaha sg ....like a carlos santana and carlos rios...

    ResponderExcluir